Saiba tudo sobre Ecobatimetria



O termo "batimetria" originalmente se referia à profundidade do oceano em relação ao nível do mar.

Da mesma forma que os mapas topográficos representam as características tridimensionais (ou relevo) do terreno em terra firme, os mapas batimétricos ilustram a terra que fica debaixo d'água. As variações no relevo do fundo do mar, lagos, rios etc. podem ser representadas por cores e linhas de contorno chamadas contornos de profundidade ou isóbatas.

Em mapas topográficos, as linhas conectam pontos de igual elevação. Em mapas batimétricos, eles conectam pontos de igual profundidade. Uma forma circular com círculos cada vez menores dentro dela pode indicar uma fossa. Também pode indicar um monte submarino ou montanha subaquática.

Nos tempos antigos, os cientistas realizavam medições batimétricas jogando uma corda pesada na lateral de um navio e registrando o comprimento da corda necessária para chegar ao fundo do mar. Essas medidas, no entanto, eram imprecisas e incompletas. A corda frequentemente não viajava direto para o fundo do mar, pois era deslocada pelas correntes. A corda também media a profundidade um ponto de cada vez. Para obter uma imagem clara do fundo do mar, os cientistas teriam que fazer milhares de medições com cordas.

Hoje, para realizar a batimetria é necessário a utilização de um ecobatímetro. Este equipamento fornece informações de profundidade através do tempo de duração da emissão do pulso sonoro e a recepção do mesmo sinal refletido.

Um ecobatímetro envia um pulso sonoro do casco ou fundo de um barco para o fundo subaquático. Então, a onda sonora volta para o barco. O tempo que o pulso leva para sair e retornar ao barco determina a topografia do fundo do mar. Quanto mais tempo demorar, mais profunda será a água.

As profundidades são essenciais e de muita importância para realizar a representação das linhas isobáticas, ou seja, são essas linhas que permitirão a visualização da topografia submersa.

Além disso, o usuário necessita de um programa hidrográfico, que possibilita a aquisição automática de informações originadas de diferentes sensores, dentre eles a posição da embarcação (latitude e longitude) obtida através de GPS ou Estação Total, as profundidades fornecidas pelo ecobatímetro e as correções referentes ao movimento da embarcação (altitude) fornecida por um outro sensor inercial.


Importância da Ecobatimetria

• Segurança de navegação: cartas náuticas

• Cálculo do volume de água

• Controle de poluição

• Indústrias Mineral e Pesqueira

• Construção de engenharia subaquática

• Construção e manutenção de portos e docas


A Tecnosat Geotecnologia atua a mais de 20 anos na comercialização e assessoria em sistemas Topográficos e afins, esperamos seu contato venha ser nosso parceiro e fazer a diferença nesse mercado que cresce a cada dia.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo